654

654


NATUREZA EM PRIMEIRO LUGAR

Turismo de Brotas aprendeu que sustentabilidade de seu negócio depende da preservação do meio ambiente

NATUREZA EM PRIMEIRO LUGAR

Vocês lembram da nossa última publicação que traz um relato do Eduardo, atleta, condutor de rafting e cidadão brotense? Uma preocupação genuína sobre o futuro do Rio Jacaré e um apelo para assinatura do abaixo assinado realizado pelo Instituto Astral que tinha como objetivo eleger o meio ambiente como tema principal das eleições 2020 em Brotas-SP.

Pois essa nossa vontade de cuidar das nossas águas chegou às mãos do Carlos Minuano e com uma publicação completa (click aqui para acessar) para contar como chegamos até aqui. Abaixo deixamos para vocês os termos do Abaixo-Assinado em pro do Rio Jacaré em Brotas-SP


1. Aplicar e fiscalizar o cumprimento da Lei 12.651/2012, referente às Áreas de Preservação Permanente (APP), com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica, a biodiversidade, o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.

2. Coordenar, junto com iniciativa privada, associações e ONGs, um projeto de recuperação e de proteção de todas as nascentes do município.

3. Incluir a Educação Ambiental conforme estipulado pelo Ministério da Educação nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) a partir do ano de 1997 no currículo de todas as escolas da cidade, qualificando adequadamente professores para essa cartilha pedagógica.

4. Proporcionar para a população um Parque dos Saltos limpo, gratuito, seguro e pedagógico para que a visita fortaleça o vínculo da população com o Rio. Sempre ter em mente que o parque é também moradia de outras espécies que também fazem uso.

5. Atualizar junto ao DAEE o Q7-10, que permite a captação desproporcional à capacidade hídrica atual do rio Jacaré e seus afluentes.

6. Interromper todas as captações hídricas clandestinas e monitorar as captações legais dentro da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré (CBH-TJ).

7. Suspender temporariamente novas outorgas de captação hídrica no CBH-TJ até que o Q7-10 seja atualizado e um estudo de vazão seja realizado.

8. Contratar um estudo técnico integral de todas as propriedades hídricas do Rio Jacaré e das vazões necessárias para a manutenção da prática de atividades turísticas.

9. Implementar e fiscalizar um sistema de saneamento básico nas áreas rurais da cidade.

10. Dimensionar o tratamento de esgoto para ter esgoto 100% tratado no município