É de interesse comum de todos os empresários que o negócio que gerenciam seja produtivo. Para que esta Produtividade passe a ter força prática, porém, uma série de medidas deve ser adotada pelos integrantes do processo produtivo em ambientes de atacado, varejo, comércio, indústria e outros.

De maneira introdutória, os Indicadores de Performance (Key Performance Indicator ou simplesmente KPI), oferecem diversos parâmetros e a possibilidade de se desenvolver diferentes técnicas para otimizar o processo produtivo como um todo.

Produtividade e Indicadores de Performance - KPI

Quantidade, qualidade e alinhamento da produtividade com os objetivos corporativos são as palavras-chave deste processo, que ainda conta com o fator do tempo para determinar diversas ações a serem colocadas em prática pelos empresários.

Indicadores de Produtividade

Em se tratando destes resultados, então, alguns indicadores de produtividade podem auxiliar uma empresa a conseguir melhores índices de receita e, consequentemente, de lucro.

Capacidade

Quantidade x tempo. Em qualquer empresa que trabalhe aos níveis máximos de produtividade, a noção de produção por tempo gasto é um dos primeiros dados a serem estudados. Por conta disso, os indicadores de capacidade são recomendados em qualquer etapa inicial de um processo produtivo.

A capacidade precisa ser respeitada em todas as situações. Poder tecnológico de maquinários, mão-de-obra e matérias-primas devem ser termos constantemente otimizados ao longo destes trabalhos.

Qualidade

Os indicadores de qualidade lidam com uma linha bastante tênue entre a qualidade praticada e a qualidade percebida. Para se ter um exemplo prático desta abordagem, se das 100 entregas que uma empresa está apta para fazer, apenas 95 são efetuadas com sucesso, 5 tendem a ficar descontentes com a qualidade do serviço praticado pela empresa.

Além disso, o conceito de qualidade no decorrer de um processo produtivo está em constante evolução a partir das metas pré-estabelecidas e também dos feedbacks dos clientes. Ao obter bons e relevantes resultados a partir da finalização esta conta – de maneira racional, a qualidade possui todas as condições de ser um importante aliado dos empresários.

Competitividade

Entender o próprio posicionamento perante à concorrência é de fundamental importância para os objetivos de crescimento de uma empresa. Se não bastasse, o indicador de competitividade trabalha juntamente com a noção de máxima produtividade que a corporação deve possuir para se destacar no mercado.

Na prática, comercializar um produto ou serviço mais usual deve contar com uma postura diferente se comparada à compra ou venda de produtos mais exclusivos ou personalizados. Entender estas diferenças é imprescindível para a solidificação do negócio.

Turnover

A entrada e saída de colaboradores de uma determinada empresa pode ser vista com bons ou maus olhos pelos indicadores de turnover. Quanto maior for este fluxo de funcionários, menor tende a ser a produtividade desta empresa.

Os ideais que ficam implícitos nestas constantes trocas podem tratar do descontentamento dos colaboradores com chefes e líderes, bem como a noção de ambiente de trabalho desgastada ao longo do tempo, além dos baixos salários ou pagamentos atrasados.

Estratégia

Na busca por melhorias e maior produtividade interna, estabelecer uma estratégia assertiva é fundamental. Por conta disso, os indicadores estratégicos visam alinhar a informação de que as metas e/ou os objetivos traçados previamente estão sendo atingidos com frequência.

No caso das vendas, por exemplo, equilíbrio é a palavra-chave. É natural que, em alguns meses, as vendas superem as expectativas daquele período – assim como é convencional que, em outros tempos, estas negociações comerciais não sejam tão lucrativas.

Portanto, afinar estes pontos de forma a equilibrar o processo produtivo em geral é uma das obrigações básicas que podem contar com o auxílio do indicador estratégico.

Lucro

Os indicadores de lucratividade são, por fim, os mais importantes em um processo de produtividade; mas não somente por serem a ponta final desta cadeia e sim pelo fato do lucro ser responsável pela saúde financeira e manutenção da empresa em funcionamento.

Ao contar com lucros brutos, é preciso se atentar para os gastos (fixos e variáveis) que a empresa possui. Dependendo destes dados, pode ser que a lucratividade não seja suficiente para reserva financeira ou planejamento de, por exemplo, ações a longo prazo.

O lucro também possui a propriedade de, a partir de seu valor, poder se mensurar em que pontos a empresa está gastando de forma equivocada e até mesmo quais são os potenciais processos que podem ser otimizados internamente para que a receita aumente e, consequentemente, os índices de lucro acompanhem este processo.

Benefícios dos Indicadores para a Produtividade

Uma série de vantagens pode ser conquistada através da utilização dos indicadores de produtividade em uma empresa (independentemente do segmento em que atue). O monitoramento e a consequente melhoria dos processos falhos compõem o primeiro pilar a respeito destas atividades.

De acordo com as expectativas dos clientes, os padrões dos produtos ou serviços oferecidos pelas empresas também tendem a ser maiores e mais qualificados. Desta maneira, novos mercados podem ser alcançados através de qualidade aliada a produção quantitativa em pequenos espaços de tempo.

Uma das únicas prerrogativas que permeiam estes trabalhos trata do alinhamento com que cada ação de produtividade deve estar perante os demais trabalhos empresariais. A partir de metas claras e entendimento do próprio posicionamento de mercado, é possível crescer na medida certa e com solidez.

Na prática, diversas características devem ser levadas em consideração de maneira a fixar estas empresas no topo. Mensurar o público-alvo das ações, assim como se manter atualizado em qualquer esfera é ação básica e altamente sugerida ao longo das situações produtivas.

A partir destas condições, porém, a certeza do sucesso empresarial é uma noção que caminha lado a lado com a utilização dos indicadores de produtividade. A integração de cada etapa de trabalho é parte primordial neste contexto.

Precisa de uma transformação em sua equipe? Clique aqui